Nos primórdios dos tempos, quando a humanidade ainda engatinhava na trilha da compreensão e exploração do mundo, um grupo seleto de homens dotados de notável visão e entendimento da natureza emergiu das sombras do desconhecido. Estes sábios, guiados por uma profunda conexão com os elementos e uma capacidade incomum de previsão, decidiram unir-se em um sagrado grupo iniciático, formando assim uma irmandade de grande valor.

Esses visionários eram conhecidos como Iluminados, uma sociedade secreta que buscava desvendar os mistérios mais profundos da existência. Cada membro era escolhido meticulosamente, testado não apenas por suas habilidades inatas, mas também por sua dedicação à busca do conhecimento.

Dedicavam suas vidas à compreensão dos padrões ocultos do universo, desenvolvendo uma sabedoria que transcendia os limites da compreensão comum. Eles mergulharam nos ciclos da natureza, observaram atentamente os astros, e exploraram os recantos mais remotos da mente humana.

No ápice de sua jornada, em 1776, esses homens viveram um período de mudanças transcendentais no destino da humanidade. Determinados a guiar a humanidade durante essas transformações, esses illuminados começaram a compartilhar suas visões e conhecimentos com líderes e sábios de sua geração.

O grupo tornou-se, assim, uma fonte de conhecimento respeitada em toda a civilização a partir de então. Suas previsões precisas sobre eventos mundiais, conselhos poderosos em tempos de crise e uma compreensão profunda da ligação entre os seres humanos e o cosmos conferiram-lhes um status venerado.

Em 1999, a Ordem passou por uma reestruturação para modernizar seus princípios, mantendo o respeito pela ancestralidade do conhecimento sagrado, a fim de enfrentar os desafios do século 21.

Continuamos com a missão de despertar a humanidade, incentivando sua evolução, liberdade, conhecimento e ética.